Conheça as opções de parcelamento na compra de passagens aéreas no Brasil

3

Na hora de ir viajar para qualquer canto do mundo, o que você considera? As passagens costumam ser os primeiros itens, já que elas custam caro e precisam ser compradas com antecedência para serem mais baratas.

Por outro lado, tantas vezes, o que temos são viagens de última hora ou que não deu tempo o suficiente de planejar a compra da passagem… Aí, uma boa ideia pode ser o parcelamento da compra.

A ideia deste conteúdo é mostrar algumas opções de parcelamento. Mas, note desde já: essa pode ser uma boa opção para você ou não. O ideal é sempre verificar o orçamento financeiro e o projeto da viagem, tudo bem?

A partir do momento que você vê que é possível e uma boa ideia parcelar a compra das passagens, então, o próximo passo é estudar as possibilidades. E é exatamente sobre isso que vamos falar agora, acompanhe!

A compra parcelada

Independente se for a compra de uma passagem aérea ou outro produto qualquer, saiba que a compra parcelada é uma ideia que pode ser boa ou ruim. Tudo vai depender de cada consumidor.

Por exemplo, você tem que saber que hoje em dia o cartão de crédito é o principal produto que torna uma pessoa endividada. Isso porque muita gente parcelas as compras demais e depois não consegue pagar a conta.

Aí começa a vir os juros, que são os mais altos do mundo. E o restante já dá para imaginar: dívidas, dívidas e mais dívidas.

Agora, para quem é mais organizado financeiramente, dá para parcelar o voo e ir pagando mensalmente. Ainda mais se o objetivo da viagem for algo como um intercambio ou algum projeto que pode prosperar em bons resultados.

O ideal é pensar em alguns detalhes que podem ser importantes. Veja abaixo.

Os cuidados

Um dos primeiros cuidados que se deve ter ao optar pela compra parcelada das passagens aéreas é notar que quando se trata de promoção, nem sempre, essa compra pode ser dividida no cartão. Então, cuidado.

Outra coisa é que não se pode esquecer do planejamento da viagem.

Por exemplo: você pode dividir em até 12 vezes, quase sempre, mas considere que nos meses seguintes você também vai ter algumas contas da viagem, como com as lembrancinhas ou mesmo com as hospedagens

Então, o conselho dos economistas é ficar atento não apenas ao valor de cada parcela, como também na quantidade delas.

A recomendação é a seguinte: parcelas que nunca ultrapassem os 20% do salário e isso deve incluir ainda os outros custos da viagem. E a quantidade tem que ser a menor possível, sendo que o recomendável é até 3 parcelas.

Agora, se isso não for possível, aí o jeito é avaliar a compra. Nem sempre vai ser o momento certo para uma viagem. Mas, as vezes, mesmo que você não tenha toda a grana, sim, pode ser o seu momento ideal e aí vale pensar no parcelamento.

As opções de parcelamento

Abaixo separamos as 3 principais companhias aéreas do país e selecionamos os diferenciais dos parcelamentos que elas permitem. Confira.

Parcelamento na Latam

Na Latam, se você for pagar com o cartão de crédito as suas passagens aéreas, considere que dá para dividir em até 4 vezes sem juros. Agora, se não se importar com a cobrança de juros, saiba que dá para dividir em até 12 vezes.

A companhia aceita praticamente todas as bandeiras, sendo as principais: Visa, Mastercard, Hipercard, Dinners, Elo e Amex.

Parcelamento na Gol

Já na Gol, dá para fazer em 1 vez a mais do que na Latam sem juros, sendo em até 5 sem juros no carão de crédito. Agora, com juros, o parcelamento vai até 12 vezes também.

Nesse caso, vale citar que a Gol permite um parcelamento até 12 vezes desde que a parcela mínima seja de R$ 30.

E o diferencial é que ela aceita até 2 cartões de crédito sem cobrar nada por isso, só que nesse caso, o valor mínimo de cada parcela deve ser de R$ 100, pelo menos.

Parcelamento na Azul

Na Azul Linhas Aéreas vale praticamente o mesmo, só que tem um diferencial de parcelamento para os voos nacionais e sem juros: até 6 vezes e 10 vezes com juros.

Mas, esse não é o único diferencial. A Azul tem um cartão de crédito, que é emitido pelo banco Itaú, dessa forma, quem paga a passagem com o cartão pode dividir em até 8 sem juros ou 12 com juros.

As taxas de juros

É muito importante que o consumidor tenha em mente que dividir a compra com juros pode ser algo prejudicial para o orçamento financeiro. Isso porque os juros vão acontecer mensalmente.

E aí que uma passagem de R$ 2 mil vai ficar bem mais cara do que isso no fim das contas.

Nem todas as empresas comunicam, claramente, o valor do juros que é cobrado. Mas, algumas sim. Como a Gol, que informa que a taxa mensal é de 1,99%.

Agora, para saber exatamente sobre a taxa e outras tarifas, o ideal é ler as informações por completa na hora de parcelar a compra das passagens e foi por isso que deixamos os links das páginas das companhias aéreas acima.