3 formas de ser sustentável em casa e na empresa

4

Em casa, você e sua família tem muitos motivos para ser sustentável: isso é bom para o meio ambiente e é bom para o orçamento da família também.

Na empresa, mesmo que você não seja o dono, você também tem motivos para ser sustentável. Ou melhor, ter atitudes que sejam mais colaborativas com o planeta e o mundo.

Você sabia que dá para usar o óleo de cozinho para fabricar sabão em pedra? Isso pode te gerar uma grana extra e evita que o óleo seja descartado na natureza, por exemplo.

Mas, calma, esse é só um exemplo dos muitos que temos disponíveis atualmente.

O Útil ao Agradável

O que nós queremos trazer nesse texto é uma nova forma de pensar que você pode ter tanto em casa quanto na empresa em que trabalha ou é dono.

E por que nós pensamos em hábitos que são comuns nesses 2 lugares? Justamente porque a gente quer te dar a ideia de que dá para criar hábitos para a vida toda, independente de onde você esteja nesse momento.

E se você não sabe, hábitos são aquelas atividades que fazemos quase que automaticamente, sabe? Meio que sem pensar, sem precisar ficar refletindo muito. Vai no piloto automático mesmo.

Então, a partir do momento que a gente criar hábitos saudáveis para o planeta, nós vamos estar fazendo coisas boas para a sustentabilidade mundial. E essa é a ideia.

3 maneiras de ser sustentável

Pensando tanto em casa como na empresa, fizemos uma seleção das melhores maneiras que se tem atualmente para ser sustentável.

No começo, como ainda não é um hábito, o ideal é que você pense antes de tomar algumas atividades. E que faça isso sempre, todos os dias, pois só assim vai virar hábito, está bem?

Ah, e o melhor de tudo é que são coisas simples e que não envolve gastar dinheiro ou investir. Nada disso. São mudanças de hábitos, questão de escolha mesmo, sabe?

1 – A Água

Hoje em dia não tem como falar em sustentabilidade sem dizer da água, não é mesmo?

É um fato que, se continuarmos sendo tão consumistas como estamos sendo, a água vai acabar um dia. Mesmo que isso demore alguns anos.

E o que não dá é para ficar esperando esse dia chegar. Por isso, mudanças são tão necessárias.

E o que a gente pode fazer – tanto em casa como no escritório, na empresa, no trabalho – para diminuir o consumo de água e sermos mais sustentáveis?

Como fazer?

O primeiro passo é reduzir o uso desnecessário da água. E aqui vale dizer: opte por varrer ao invés de lavar, opte por passar a vassoura na calçada ao invés de jogar baldes de água, evite deixar vazamentos por muito tempo, etc.

Outra coisa bem legal é conseguir diminuir o consumo da água. Isso vale para o banho ou para quando for lavar a louça ou quando for fazer qualquer coisa que use a água.

Uma dica interessante é você usar aqueles reguladores de torneira, que diminuem a vasão da água. Outra coisa para os experts é encontrar formas de reusar a água, como na máquina de lavar ou mesmo para aguar as plantas.

2 – A Energia Elétrica

Outro gasto que pesa no bolso da empresa e no seu e que ainda é muito prejudicial para o meio ambiente é a energia elétrica.

Você sabe que hoje em dia a energia vem, principalmente, das águas, né? É a chamada energia das hidrelétricas. Bom, só aqui já dá para ver a importância de se economizar energia.

Pena que a gente só tenta reduzir quando o custo é mais alto, nas chamadas bandeiras vermelhas, impostas pelo Governo.

Como fazer?

Bom, considerando a importância disso, vamos às dicas.

Uma boa ideia é o famoso “apagar as luzes quando não tiver ninguém no ambiente”. Outra coisa é sobre optar por lâmpadas que são mais econômicas, como as de LED.

Tem ainda o uso de aparelhos, como ventiladores, ar condicionados, televisão, etc. Aqui é preciso atenção para a limpeza deles, que pode tornar o consumo maior. Assim como o fato de que “se não está usando, desligue”.

E tem também os aparelhos eletrônicos, como celulares e notebooks. Nem sente o stand by vai ser uma boa opção. Essa função até reduz o consumo de energia, mas não como se eles estivessem desligados.

Se vai ficar um tempo sem usar, desligue.

3 – O Descarte do Lixo

Por último, o descarte do lixo, que tem a ver com o óleo de cozinha, que falamos no início do artigo, lembra?

Mas, não é só o óleo que dá para reaproveitar, tá bom?

Você sabia que dá para congelar alimentos para consumir depois? Isso evita o desperdício. Assim como usar as cascas e sementes dos alimentos também. E tem mais: dá até para vender os bolos feitos com esses ingredientes e gerar renda extra.

Ainda sobre alimentos, tem a ideia da reciclagem: papéis, vidros, metais e outros podem ser vendidos ou entregues aos catadores. Isso porque eles serão reaproveitados, beneficiando a natureza.

Já os orgânicos, vão para um lixo diferente e podem ser usados na compostagem, por exemplo.

Também vale citar a ideia de diminuir a impressão do papel, especialmente em grandes empresas, onde tem muita comunicação e muita impressão de documentos. Por isso, fica a dica!

Por fim, o recado está dado: dá para ser sustentável e economizar dinheiro de forma simples. Basta querer!