R$ 100 mil com R$ 100 mensais – Descubra como juntar dinheiro para a aposentadoria

13

A gente vai dar uma dica aqui de uma das possibilidades de juntar dinheiro para a aposentadoria. E já vamos adiantar que não se trata de fórmula mágica ou segredo, ok? É simplesmente matemática mesmo!

Se você tem um bom tempo para juntar dinheiro e se não quer ficar dependendo do INSS, saiba que este conteúdo foi pensado em você. A ideia é que você se aposente com um bom dinheiro na conta. Isso para que a sua aposentadoria seja mais confortável.

E usamos o valor de R$ 100 porque ser um valor considerável de 10% do salário mínimo. Além do mais, o patrimônio de R$ 100 mil é bem substancial, ainda mais quando se fala de liberação do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço), ao passo que nem todo aposentado vai ter dinheiro nesse fundo.

Então, é bem simples esse texto aqui. E o que fizemos nada mais foi do que colocar os pingos nos is. Separamos um valor mensal, um patrimônio final e um prazo de tempo para investimento. Continue lendo para entender mais e saber como fazer isso de forma simples.

PROPAGANDA

A aposentadoria e o tempo de investimento

Neste conteúdo, a gente vai falar muito sobre a aposentadoria porque estamos pensando em um investimento de longo prazo. Por isso, se você tem menos do que 30 anos, saiba que essa é uma ótima opção para você e já vamos contar os motivos.

Usamos o tempo de investimento de 31 anos. Então, se você tem 30 anos, pode considerar se aposentar com 61 anos, por exemplo. Se tem menos disso, dá para se aposentar antes, considerando o nosso investimento e patrimônio de R$ 100 mil.

A ideia é que você consiga ter um aporte total acumulado que te ajude a somar com a sua aposentadoria social, que é da previdência social, paga pelo INSS (Instituto Nacional do Seguro Social).

Infelizmente, com a reforma da previdência, não se pode esperar muita coisa do governo e nem dos pagamentos das aposentadorias. Por isso é que a gente criou esse conteúdo. Se você tem um dinheiro guardado, isso vai te ajudar a ficar menos dependente do governo.

E vamos combinar que R$ 100 mil é um bom dinheiro, não é mesmo? E, afinal de contas, quem não quer saber como juntar dinheiro para a aposentadoria?

Por isso, já temos aqui alguns dados que a gente julgou importante. O primeiro é o tempo de investimento, que será de 31 anos. Depois, temos o total que tem que ser acumulado, que é de R$ 100 mil. E também temos os aportes mensais, que ficaram fixados em R$ 100.

Descubra esse guia para ficar rico com um salário baixo

Como juntar R$ 100 mil com R$ 100 mensais?

Aí você pode estar fazendo as contas e vai ver que se juntar R$ 100 todos os meses vai precisar de um tempo muito grande para se chegar aos R$ 100 mil, certo? Na verdade, isso vai ser assim se você não optar por um investimento financeiro.

Atualmente, todos os investimentos financeiros trabalham com juros compostos. E isso quer dizer que eles somam o pagamento de juros e isso vai se somando no patrimônio do investidor. É meio complicado de entender na teoria, mas na prática é bem simples.

Por exemplo, temos vários investimentos que rendem 100% do CDB e isso dá 5,9% ao ano. Então, o que a gente tem é algo como R$ 100 por mês durante 31 anos. O que dá um total poupado de R$ 37,2 mil.

Só que no longo desse tempo, os juros compostos fizeram muito bem o seu papel também. E você ganhou mais de R$ 65,3 mil de juros, o que soma aí os R$ 102 mil no montante final.

Aqui, a gente precisa estudar tanto os valores de aportes mensais, que são de R$ 100 assim como o tempo de investimento, que é de 31 anos. Só que não podemos deixar de lado os juros que são pagos, que podem ser de 100% do CDI.

Isso tudo é que faz sentido e faz com que o seu dinheiro renda de verdade no longo do prazo. Por isso, o ideal é começar a juntar dinheiro desde cedo. E fazer isso em aplicações financeiras para que o dinheiro renda.

Os cuidados com os juros dos investimentos

O que se deve considerar por último é que, como já foi dito, existem muitas taxas de juros que são pagas em investimentos. E elas variam muito. A gente usou uma média, de um investimento comum, que é o CDB com 100% do CDI.

Agora, essa é uma taxa média que, inclusive, está disponível na NuConta, que é uma conta do Nubank. Só de você deixar dinheiro lá, ele já rende esse valor aí (que é de 100% do CDI, o que dá 5,9% ao ano).

Portanto, torna totalmente possível juntar dinheiro para a aposentadoria.

Agora, quem procura mais ou tem estômago para arriscar mais e sair da renda fixa, também pode encontrar taxas melhores e maiores, né. De qualquer forma, já dá para considerar que essa taxa de 100% do CDI é melhor do que a poupança.

Com a queda da Selic, o que aconteceu foi que a maioria dos investimentos da renda fixa tiveram uma queda de rendimento também. Só que isso não fez a poupança ficar melhor. Na verdade, ela continua sendo uma péssima opção do ponto de vista do pagamento de juros.

Assim, há nos próprios bancos opções mais rentáveis e tão seguras como a poupança. Afinal, o Fundo Garantidor de Crédito é um seguro tanto para a poupança como para outros investimentos financeiros bancários.

PROPAGANDA