7 motivos que provam que praticar exercícios faz economizar dinheiro

13

Você sabia que hoje em dia muitas famílias brasileiras gastam muito dinheiro com remédios sem notar que poderiam evitar isso? Uma prática regular de caminhada, 30 minutos por dia, poderia evitar diversas doenças.

E se falamos em doenças, falamos também em gastos com remédios, produtos, acessórios, tratamentos, né? Então, quando se evita a doença, se economiza dinheiro, automaticamente.

O que queremos trazer neste conteúdo é algo assim: tente observar que praticar exercícios nem sempre custa caro. Mas, o contrário, sim. Se você não pratica, saiba que em breve, sem dúvidas, poderá ter vários problemas de saúde.

Se você tem alguma dúvida sobre isso, leia o texto abaixo e confira 7 motivos ou melhor 7 doenças que podem ser evitadas ou minimizadas ou tratadas com os exercícios físicos.

PROPAGANDA

Ah, e se você achar que pagar R$ 100 em uma academia é caro demais, experimente comprar remédios todos os meses. Por sinal, caminhar é gratuito e é um ótimo exercício para todas as idades.

1 – as doenças cardiovasculares

Um dos motivos que provam que a pratica de atividade física regularmente pode te ajudar a economizar dinheiro é o fato de prevenir doenças cardiovasculares, isto é, do coração e da corrente sanguínea.

A explicação é que quando o fluxo do sangue fica retido no cérebro pode ter os famosos e infelizes rompimentos dos vasos ou a criação de coágulos também. E se você não sabe, isso tudo pode até levar a morte, no longo prazo ou no mais curto prazo.

Aí que os índices dessas doenças do coração vem crescendo com base no envelhecimento da população, que, como sabemos, não tem o hábito da prática de exercícios físicos regulares.

Agora vem a boa notícia para você: quem pratica atividade física consegue reduzir essas doenças em até 1/3. E isso é comprovado por médicos, especialistas e estudiosos.

Para quem sofreu com doenças como essa, a dica é fazer ao menos 3 vezes atividades físicas na semana, que devem durar entre 20 minutos e 60 minutos. Para quem nunca sofreu com isso, a dica é exatamente a mesma!

2 – a diabetes do tipo 2

Mais um motivo bom para começar a praticar atividade desde agora? Se você ainda não tem diabetes do tipo 2, saiba que os exercícios regulares diminuem ainda mais a sua incidência para ter a doença e ter que gastar com remédios e produtos.

Logo, economia de dinheiro.

Vamos falar um pouco sobre isso: a diabetes do tipo 2 é aquela que acontece quando o corpo não produz insulina de forma suficiente.

Aí que vem a importância do exercício físico. Quando feito de forma regular e correta, a pessoa diminui a quantidade de glicose no sangue. Então, aumenta-se, automaticamente, a sensibilidade a insulina.

Bom, na prática, a diabetes do tipo 2 está totalmente ligada à alimentação assim como a prática de exercícios físicos porque ajuda a prevenir a doença e acaba sendo uma grande aliada no tratamento.

Mas, melhor prevenir do que remediar, não é mesmo?

3 – o câncer

O câncer é aquele tipo de doença que todo mundo tem medo, sabe?

E agora vem um dado muito importante para você que também tem medo da doença ou que, simplesmente, quer fazer tudo o que for possível para evita-la. Vamos lá:

Pessoas que fazem atividade física ativam a redução do câncer de mama em até 40%. E reduzem, também, 30% da incidência de problemas no intestino. Incrível isso, não é mesmo?

Aqui temos mais um motivo bem real para você começar a praticar atividade física e evitar gastos com remédios e tratamentos. Inclusive, evitar até mesmo a morte.

4 – as doenças mentais

Pode não parecer, mas você sabia que as doenças mentais são uma das que consomem mais dinheiro porque o custo dos remédios estão entre os mais altos? É verdade, por isso, se liga nesse tópico.

A atividade física, especialmente para idosos, ajuda a manter o organismo ativo e funcionando de forma correta. Já em pessoas mais jovens, é bom para o crescimento do corpo e também para a manutenção da forma física e da saúde mental.

Existe o aprimoramento de habilidades motoras, por exemplo. Então, eles ajudam no desenvolvimento de capacidades cognitivas e reduz pela metade o risco dos transtornos psicológicos, tais quais a depressão, ansiedade e o estresse.

5 – as doenças nos ossos

As doenças nos ossos ou a osteoporose também é uma doença que custa caro. Ela torna os ossos frágeis e aumenta o risco de fraturas. Com a pratica de atividade física, a pessoa melhora o sistema esquelético e fortalece a musculatura.

Bom, só aqui já deu para ver que atividades moderadas reduzem as chances de osteoporose e de gastos de remédios com essa doença, não é mesmo?

6 – a pressão alta

A hipertensão é outra doença bastante comum no mundo todo, inclusive, no Brasil. E, acredite se quiser: desde 1989 a OMS (Organização Mundial da Saúde), através da Sociedade Internacional da Hipertensão Arterial recomenda a atividade física.

Por que? Porque caminhadas, danças, natação e bicicleta podem ser realizadas ao menos 3 vezes na semana para prevenir a doença, já que atua diretamente no sistema nervoso.

Obviamente, quem pratica atividade física tem mais condições cardíacas para atividades do dia a dia. É uma questão de pré-disposição mesmo, sabe?

7 – as doenças lombares

A atividade física ajuda a diminuir a incidência de casos de doenças lombares. Portanto, os gastos com remédios, tratamentos e produtos gerais. Portanto, recomenda-se fazer atividade física, nesse caso, também.

Assim sendo, saiba que hoje em dia o sedentarismo é a principal causa das dores lombares.

PROPAGANDA