Veja essas 5 dicas para vender roupas online hoje em dia

17

O setor de moda e acessórios tem ganhado força no Brasil. E a partir de 2012 isso aconteceu de forma muito exponencial. O resultado foi a criação de vários e-commerce em todo o país. E para quem está começando também tem mercado na hora de vender roupas online.

Agora, para isso é preciso seguir algumas estratégias que fazem todo sentido na hora de vender roupas online. Ou, em caso contrário, você corre o risco de ser visto como um vendedor amador e não alguém que tenha uma loja própria de vendas online.

Isso faz toda a diferença no fim do mês, quando você vai ver o resultado das vendas. E tem uma ótima notícia: ser uma loja própria profissional é mais barato e simples do que você está pensando. E nós vamos te mostrar isso em alguns passos, confira.

5 dicas para vender online

As 5 dicas que listamos abaixo são bem simples e iniciais. A ideia é que você veja com outros olhos essa forma de ganhar dinheiro vendendo roupas. Mas, não deixe de estudar mais afundo a área de marketing digital porque ela tem muitas possibilidades.

PROPAGANDA

O que temos abaixo é apenas um início de tudo o que você deve viver nessa nova experiência. Mas, considere, antes de tudo, que a internet possibilita o aumento de vendas e sem ter grandes custos para isso.

Até mesmo os anúncios são mais baratos, além de serem bem mais focados em resultados diretos para o seu lucro.

Conheça um pouco mais sobre nichos de mercado, sobre a importância dos produtos, considere a qualidade da sua imagem, a sua vitrine virtual e também as variadas formas de divulgar uma peça de roupa na internet. E isso sem ter que pagar muito!

1 – O nicho

Você pode estar pensando que vender roupas online já é um nicho, né? Mas, calma. A verdade é que você pode ter um micronicho também. Assim sendo quanto mais especializado em um assunto você for, melhor será do ponto de vista das campanhas publicitárias.

Você pode ter uma loja de roupas infantis, por exemplo. Ou roupas para gestantes. Ou ainda se tornar uma referência em roupas masculinas para o verão ou para idosos. O ideal é você encontrar um público alvo que seja bastante fechado.

Quanto você tem informações de qualidade na sua mão, fica bem mais simples criar sua propaganda e fazer a sua venda. Portanto, pense em filtrar o gênero, a idade, a região, o gosto, o estilo e as preferências.

Até mesmo saber o gosto musical do seu público pode ser importante na hora de lançar uma camisa de uma banda famosa, por exemplo.

2 – O produto

Outra coisa a se pensar é no produto. Ou nos produtos. Os seus produtos devem ser sempre referências de qualidade ou ter diferenciais de mercado, que façam as pessoas se lembrar de você.

Aí que quanto mais os clientes conhecerem a sua marca e o seu produto, melhor para você também. Isso te permite criar descrições mais focadas e até mesmo fazer um trabalho de SEO mais objetivo para a sua venda.

Saiba onde vender online a sua arte

3 – A imagem

Aqui não falamos da imagem da sua marca, é a imagem mesmo. A foto ou o vídeo que você vai fazer para divulgar o seu produto na internet. É preciso ter imagens de qualidade, de fácil acesso e muito claras, sem duplo sentido.

Isso é importante porque vai descrever a sua peça, seja no tamanho, no formato, na cor, no tecido, etc. O que você precisa notar é que a imagem vai te aproximar do seu público porque ele tem de referência mais próxima da realidade.

Se você não sabe, considere que fotos com modelos geram mais conversões do que as fotos das peças sozinhas e unitárias. Aqui fica a dica para você ter várias opções de fotos. Inclusive, dá para criar tutoriais explicando algumas coisas em vídeos também.

4 – A vitrine

Não é porque você não tem uma loja física que não deve ter uma vitrina, ok? A sua vitrine será da sua loja virtual mesmo. Portanto, é preciso criar a sua própria loja para vender roupas também. Seja um blog ou uma página do Elo7 ou algo do tipo.

Isso porque o seu público tem que se sentir acolhido e atraído por seus produtos anunciados. Funciona exatamente como uma loja mesmo: ele entra e começa a ver vários produtos.

A dica é ter um design fácil e apropriado para celulares. Ele precisa ser fácil de usar também, além de ser organizado por categorias. Isso tudo faz parte da gestão do seu negócio.

5 – A divulgação

A partir de tudo isso, você tem que começar a estar na voz e na visão das pessoas. Para isso, a divulgação é muito importante. E uma boa ideia é divulgar nas redes sociais, que hoje é uma das formas mais baratas de fazer isso.

E olha que há várias redes sociais e todas têm bons retornos quando se tem boas imagens ilustrativas. Pense no Facebook, mas também no Instagram e no Pinterest.

A partir disso e de tudo que foi falado acima, você tem que criar conteúdo e campanhas atraentes para o seu público. Eles devem ser focados na venda. E dá até para investir algum dinheiro para ter um retorno mais breve.

A divulgação também pode ser pelo e-mail marketing, pelo WhatsApp e outros canais de comunicação digitais que estão disponíveis atualmente.

PROPAGANDA