LCI da Caixa – sabe o que é, como funciona e como investir nessa aplicação

20

Você sabe o que é uma LCI? Você sabe porque muita gente opta por esse investimento para deixar o dinheiro guardado? Você sabe qual é o principal diferencial de uma LCI?

Abaixo separamos todos os tópicos que falam sobre a Letra de Crédito Imobiliário. E, para isso ficar mais real, usamos o título da Caixa Econômica Federal.

A Caixa é hoje em dia o maior banco do país e tem a LCI como investimento financeiro disponível para os seus cliente e correntistas.

O que é uma LCI

A Letra de Crédito Imobiliária é um tipo de aplicação financeira que fica disponível em vários bancos do país.

A ideia é muito simples: os bancos emprestam dinheiro às pessoas e empresas através de seus variados tipos de crédito. Alguns são para a área da construção, de imóveis, etc.

PROPAGANDA

Aí, para angariar esses recursos, os bancos lançam alguns títulos, como as LCIs. Portanto, são investimentos que tem rendimentos para os investidores. Sendo que o foco é voltar os recursos para a área imobiliária.

Agora, para além de entender isso, é muito interessante que você saiba também quais são as condições e características desse tipo de aplicação financeira.

Porque sim há regras e há, inclusive, vantagens e desvantagens de optar por essa aplicação ao invés de outra.

No site da Caixa, dá para ver uma síntese bastante objetiva do que são as LCIs:

“Títulos de crédito lastreados por crédito imobiliário, garantidos por hipotecas ou por alienação fiduciária de imóvel. Criada pela MP 2.233/2001 e convertida na lei 10.931/2004 é um instrumento de captação de recursos para financiamentos imobiliários”.

Como funciona a LCI

Para entender como funciona, você precisa nada mais do que entender o que é, como investir e quais as características desse investimento financeiro. Portanto, vamos por partes.

A primeira coisa é que apenas correntistas do banco podem investir na LCI da Caixa. Portanto, considere ser preciso ser alguém com mais de 18 anos e uma conta corrente ativa no banco.

Depois disso, considere que existe, como regra, alguns valores mínimos para aplicação em LCI. Na Caixa, atualmente, esse valor é de R$ 30 mil. Você não precisa fazer aportes mensais, mas tem que ter um valor inicial, que no caso é de R$ 30 mil.

Aí, considere que para fazer a aplicação inicial ou para fazer outros aportes posteriores você terá que fazer um débito em conta corrente. E é por essa conta que também dá para solicitar o resgate antecipado ou no prazo do vencimento.

Qual é a garantia da LCI da Caixa? Também para entender como funciona a aplicação, saiba que a Caixa, como todo banco, tem a garantia do FGC (Fundo Garantidor de Crédito).

Por isso, investidores da LCI que tenham valores de até R$ 250 mil investidos lá estão garantidos. Logo, mesmo que o banco quebre ou entre em falência, o FGC faz o pagamento do valor que tinha na conta ou na aplicação para os investidores.

Quais são as vantagens da LCI da Caixa

O que mais tem feito as pessoas investirem na LCI da Caixa ou nas Letras de Crédito de qualquer outro banco é o fato desses títulos serem isentos do Imposto de Renda.

Esse, sem dúvidas, é o diferencial da LCI.

Agora, apesar disso, nada garante que seja melhor do que outros investimentos. Para você entender isso, vamos falar uma coisa hipotética aqui.

Você tem um investimento que rende 100% do CDI em um CDB. Aí, você tem a cobrança dos juros do imposto de renda. Agora, você tem um investimento isento do imposto de renda, que rende 70% do CDI. Qual é o melhor?

Somente fazendo as contas para saber. Por isso, não caia na besteira de achar que a LCI sempre vai ser a melhor ideia porque não tem o IR. Você vai precisar estudar e fazer as contas para saber, ok?

Aliás, assim como tem LCI, a Caixa também tem LCA, CDB e outros investimentos da renda fixa.

E aí que vale considerar que na Caixa temos apenas as LCIs que são indexadas ao CDI. Enquanto isso, nas corretoras de valores também dá para encontrar opções que são mistas: com uma taxa mensal, além do IPCA.

Os riscos

Quanto aos riscos de se investir na LCI da Caixa, considere que são os mesmos da maioria dos outros investimentos dos bancos: de liquidez e de crédito.

O risco de crédito, no entanto, é totalmente minimizado pelo FGC, que faz a cobertura em casos de falências. Já o risco de liquidez existe para quem retira os recursos investidos antes do prazo final da aplicação.

Nesse caso, aí sim pode haver a perca de rentabilidade do que foi contratado na aplicação.

Como investir na LCI da Caixa

Se você se sentiu interessado pelo produto da Caixa ou simplesmente quer conhecer mais, saiba que a Caixa tem uma página onde fala tudo sobre a LCI.

Só não esqueça de que é preciso ser correntista para investir na Caixa. E se não for ainda, considere que o jeito mais simples de fazer isso é indo até uma agência com seus documentos pessoais e de comprovação de renda e endereço.

Sobre os valores, atualmente, a Caixa exige uma aplicação múltipla de R$ 1 mil. Sendo que o valor para aplicação inicial é de R$ 30 mil e o saldo mínimo deve ser de R$ 5 mil.

Quanto aos prazos, o mínimo para resgate é de 90 dias e o máximo é de 1.110 dias.

PROPAGANDA